“Amplificador de chuva”: floresta belga recebe anfiteatro em plena harmonia com a natureza

No parque florestal de Sint-Arnolduspark, na Bélgica, foi criado um anfiteatro com uma cúpula de madeira revestida de cedro.

Esta cúpula completa-se com um palco projetado para receber apresentações ao ar livre, atuando como um cenário natural e escultural.

Para além destas funcionalidades, o seu recurso mais atraente, e que dá o nome ao “Amplificador de chuva”, é o “chuveiro” de chuva artificial projetado para criar uma paisagem sonora dinâmica dentro da floresta.

Esse “chuveiro” funciona através de uma rede controlada de tubos e bicos ocultos e interconectados dentro da estrutura. O formato da cúpula ajuda a amplificar o som da água, criando a essência orgânica da chuva que cai e contribuindo para a ambientação da paisagem de sonho.

Como maio e abril de 2020 foram os meses mais secos do país desde 1833, o projeto também servirá como um lembrete das alterações climáticas para os residentes locais e aqueles que para lá viajam.

O projeto faz parte da “Contrei Live”, que inclui 16 instalações na região do Sudoeste da Flandres com o objetivo de promover a importância da chuva para o meio ambiente. O próprio parque foi estabelecido no final do século 19 e acredita-se que contenha poderes curativos graças a uma nascente de água natural próxima e a uma fonte histórica.

Os designers escolheram o cedro como revestimento por causa de sua alta resistência à água e tons ricos de cores, enquanto a forma de meia cúpula é uma homenagem à arquitetura católica existente dentro do parque.

Embora o projeto sirva principalmente como um local para celebrar a chuva através de apresentações musicais e teatrais, vai muito para além disso. A escultura também tem como objetivo fornecer um espaço sereno para refletir sobre a importância da chuva ao longo da história da humanidade, bem como os desafios das alterações climáticas num mundo mais contemporâneo.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...