António Guterres pediu hoje uma grande transformação das cidades após a pandemia

Numa mensagem de vídeo, o secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu esta terça-feira, 28 de julho, que a pandemia de coronavírus sirva para impulsionar uma grande transformação nas cidades. Esta transformação deverá dar respostas à crise climática e às desigualdades que a pandemia tornou evidente.

“É hora de repensar e remodelar o mundo urbano. Agora é a hora de se adaptar à realidade dessa pandemia e de futuras pandemias “, disse o secretário-geral da ONU.

Foi também apresentado um relatório sobre o impacto do coronavírus nos ambientes urbanos, com recomendações para recuperação dessas mesmas áreas.

“As áreas urbanas são o marco zero da pandemia da COVID-19, com 90% dos casos notificados”, lembrou António Guterres, que destacou os sistemas de saúde sobrecarregados, serviços de saúde, água e saneamento inadequados.

Especialmente nas áreas mais pobres do mundo, onde a pandemia “revelou desigualdades profundamente enraizadas”, disse Guterres.

A ONU indica três recomendações principais, começando precisamente com medidas para responder a essas desigualdades e melhorar a coesão social.

“Devemos dar prioridade aos mais vulneráveis ​​nas nossas cidades, por exemplo, garantindo a todos um local seguro para abrigos e moradias de emergência para os sem-abrigo. O acesso à água e ao saneamento também é vital ”

A ONU pede também serviços públicos básicos, sem interrupções e igualdade no acesso aos cuidados de saúde, instando o apoio aos mais pobres e vulneráveis ​​com testes e tratamentos gratuitos ou de baixo custo e, onde existe, com uma vacina.

O secretário-geral da ONU solicita ainda que os recursos dos governos locais sejam fortalecidos para que possam continuar a prestar serviços públicos importantes.

Por fim, pede apoio às cidades para que elas possam apostar numa recuperação sustentável, inclusiva e verde.

“A rápida adoção do teletrabalho ilustra como as sociedades podem transformar-se no que parece ser da noite para o dia para enfrentar ameaças urgentes”, disse Guterres.

“Devemos agir com a mesma urgência e decidir firmemente transformar as cidades e enfrentar as crises climáticas e de poluição”

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...