Aquecimento global: Nova Iorque vai processar cinco das maiores petrolíferas do mundo

“Estamos a trazer a luta contra as mudanças climáticas directamente para as empresas de combustíveis fósseis que conheciam os seus efeitos e intencionalmente induziram o público em erro para proteger os seus lucros”. Foi desta forma que Bill de Blasio, presidente da cidade de Nova Iorque, anunciou que o seu executivo vai avançar para tribunal com uma queixa contra cinco das maiores petrolíferas do mundo.

Convicto que a BP, Chevron, ConocoPhillips, Exxon Mobil e Royal Dutch Shell estavam cientes do impacto ambiental provocado pela produção de combustíveis fósseis, o executivo nova-iorquino vai avançar para os tribunais. Em causa estão os muitos milhões de dólares gastos pela cidade para minimizar os efeitos das alterações climáticas que, na opinião deste executivo camarário, são consequência da produção de combustíveis fósseis.

Do lado das petrolíferas, apenas a BP reagiu publicamente ao anúncio de Bill de Blasio, afirmando que “as alterações climáticas são um desafio social complexo que deve ser abordado através de políticas governamentais sólidas e mudanças culturais (…), não nos tribunais”, como avança a Bloomberg.

“Este processo baseia-se na afirmação de que uma empresa que faz um produto causando danos graves quando usada exactamente como pretendido, deveria suportar os custos de diminuir esse dano”, afirmou a cidade na queixa.

Foto: via Creative Commons