Artista holandês desenha cidades que visitou com a ajuda da memória (com FOTOS)

Cidades desenhadas de memória

O trabalho de Stefan Bleekrode já merecia ser salientado pelo perfeccionismo e riqueza de detalhes. No entanto, o autor garante que grande parte dos seus desenhos a preto-e-branco das cidades que visitou é feito de memória, ou seja, apenas recorre a fotografias quando ao seu cérebro lhe pega partidas. O que lhe dá um valor extra.

“As cidades fascinam-me, absorvem-me, e dou por mim a perder horas, dias, semanas e às vezes meses a recrear, com todo o detalhes, as impressões das grandes cidades que já visitei”, explica o autor num artigo publicado no Bored Panda.

Stefan diz que reconstrói as cidades de memória e não há nenhum detalhe que ele deixe de lado: os candeeiros, entradas de metropolitano, pequenas lojas de rua, bancos do jardim e por vezes as cortinas das janelas. “Nada é perdido para reproduzir ao máximo a sensação que tive quando passei naqueles locais que me fascinaram até muito tempo após os ter deixado”, garante.

Por vezes, Stefan começa o desenho no próprio cenário, em caso de emergência criativa. Na maioria das vezes, porém, todas as peças do puzzle unem-se no recanto da sua casa. Veja algumas das suas obras, que retratam cidades como Roma, Nova Iorque, Londres, Budapeste, Paris, Amesterdão ou Florença.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php