As casas de madeira vão ganhar mais adeptos. Saiba porquê.

Podem construir-se em três meses, são mais baratas e, sobretudo, mais amigas do ambiente. Eis as três principais razões pelas quais as casas de madeiras estão a ganhar terreno em Portugal e, como diz o Diário Económico na sua edição de hoje, “a desafiar a construção tradicional”.

De acordo com os dados da AIMMP (Associação dos Industriais da Madeira e do Mobiliário), “a procura de casas de madeira tem aumentado nos últimos três anos, principalmente como segunda habitação, apesar de estarmos numa conjuntura de crise”.

“Já começam a aparecer alguns projectos mas não foi o suficiente para se impor a lógica das casas de madeira. As nossas empresas têm feito mais qualidade que quantidade, [mas] o que gostaria de ver era uma boa indústria de casas pré-fabricadas”, explicou Fernando Rolin, presidente da AIMMP ao Diário Económico.

Os números podem afirmar que a construção em madeira ainda estará no seu início, em Portugal, mas a tendência diz-nos que, mais cedo ou mais tarde, ela chegará.

“Há um problema básico que tem a ver com a tradição. As pessoas consideram que uma casa, para ser boa, tem de ser de cimento e tijolo, e depois a palavra pré-fabricação dá ainda a ideia de um barracão que se monta em qualquer lado e não tem condições. Isso acaba por não ser boa publicidade”, continuou o responsável.

Mas o mercado está a mudar. Ora vejamos: ontem foi inaugurado, no sudoeste alentejano, o Zmar Eco Resort, o primeiro Eco Camping Resort de cinco estrelas e que, para além das áreas para campismo (tenda ou caravana) dispõe de casas de madeira. A obra esteve a cargo da Jular, empresa de madeiras.

Também este ano foi inaugurado do Cocoon Eco Design, que conta com 30 unidades de alojamento feitas em madeira. A aguardar aprovação está ainda o Eco Village, um empreendimento que terá 50 a 60 casas de madeira (custarão 80 mil euros cada uma) e que estará situado na albufeira da Venda Nova, no Gerês.

Está a pensar construir uma casa em madeira? Então confira também os sites da Modular System, Novo Habitat e Tropimaloca.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...