Bebidas desportivas danificam esmalte dentário

Os desportistas que consomem frequentemente bebidas desportivas antes ou durante o treino correm maiores riscos de sofrer de erosão dentária. Segundo o agregador O Meu Bem Estar, estas bebidas, consumidas para promover a hidratação, apresentam-se geralmente, com níveis de pH muito baixos, atacando o esmalte dentário.

O pH acídico das bebidas desportivas, também conhecidas como isotónicas, provoca assim o aumento da acidez na cavidade bucal. É à saliva que cabe a função de reequilibrar o pH da boca, levando este processo cerca de 45 minutos entre o último gole de uma destas bebidas e o restabelecimento dos níveis de acidez. Durante esse período, a acidez presente irá desgastar o esmalte, camada superficial cuja função é proteger os dentes, deixando-os mais vulneráveis a cáries e fraturas.

Para os desportistas cuja rotina de treino inclui estas bebidas, é aconselhado que sejam consumidas de uma só vez, diminuindo assim o período de exposição dos dentes aos efeitos nocivos da acidez, recomendando-se que se proceda de seguida à escovagem.

Existem ainda estratégias simples para diminuir o impacto das bebidas desportivas na dentição, como beber por uma palhinha, passar água na boca após a bebida isotónica ou evitar este tipo de hidratação próximo da hora de ir deitar.

A escovagem, um mínimo de três vezes ao dia, com dentífricos remineralizantes enriquecidos com fluoreto de sódio, cálcio e fosfatos, mas que tenham um pH neutro, irá ajudar a proteger os dentes, mantendo-os fortes e saudáveis.

Deixar uma resposta

Patrocinadores