Bicicletas partilhadas da EMEL já percorreram 40 mil km por Lisboa

A fase piloto do sistema de bicicletas públicas partilhadas da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) chegou ao fim. A partir de 19 de Setembro arranca a nova fase da rede de bicicletas partilhadas com a marca Gira.Bicicletas de Lisboa. Às 10 estações já instaladas no Parque das Nações- que oferecem 100 bicicletas- irão faseadamente adicionar-se as restantes estações à operação, até perfazer as 140 estações e 1410 bicicletas que compõem o sistema.

Os interessados podem aderir ao serviço Gira através do passe anual, passe mensal ou diário, com um custo de €25, €15 e €10 respectivamente. A estes valores de subscrição do serviço acrescem as tarifas de utilização, para promover a utilização do sistema para viagens pendulares (casa-trabalho ou casa-escola), tipicamente de curta duração, por oposição às viagens de lazer. Até ao final deste ano, a tarifa do 1º período de utilização – 0,10€, em bicicleta convencional, e 0,20€ em bicicleta electricamente assistida, por cada 30 minutos – será gratuita.

A fase piloto do projecto começou a 21 de Junho no Parque das Nações, com 90 bicicletas disponibilizadas aos 1600 participantes, com 2/3 destes veículos de duas rodas a serem electricamente assistidas.

No final o balanço é positivo. “Esta primeira fase foi muito importante para recolher as recomendações dos utilizadores que participaram no projecto piloto, envolvendo a comunidade no desenvolvimento do serviço, e identificar oportunidades de melhoria. Registámos cerca de 270 viagens diárias”, salienta Luís Natal Marques, Presidente do Conselho de Administração da EMEL.

Nesta primeira fase do projecto, os 1600 participantes realizaram mais de 20 mil viagens e percorreram uma distância superior a 40 mil quilómetros. Depois dos testes, a fase de exploração da rede tem início a 19 de Setembro.

Deixar uma resposta

Patrocinadores