Braga: unidade de cuidados paliativos de Poverello vai ter sala com apoio psicológico para familiares

A Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP) vai inaugurar a 21 de Junho, domingo, na Unidade de Cuidados Paliativos de Poverello, Braga, a Sala Isabel Levy, que tem como objectivo disponibilizar aos familiares que são cuidadores de doentes paliativos todo o apoio psicológico e logístico durante o período de internamento.

“A existência de um espaço personalizado, privado e harmonioso, pensado e planeado com o intuito de satisfazer as necessidades específicas dos cuidadores familiares, contribuirá para a promoção do seu bem-estar, ajudando a atenuar o sofrimento resultante desta experiência”, explica em comunicado Manuel Luís Capelas, Presidente da APCP.

“A família constitui um pilar fundamental no apoio ao doente. Cuidar de um familiar com doença avançada, incurável e em fase paliativa é um desafio para o cuidador. Esta sala vai permitir a partilha de sentimentos e angústias, momentos de repouso e o convívio com outras pessoas na mesma situação”, diz Manuel Luís Capelas.

Isabel Levy fez parte dos quadros da Direcção-Geral de Assistência – Assistência aos Funcionários Civis Tuberculosos; foi membro activo da Direcção da Associação Israelita de Beneficência Amparo aos Pobres e voluntária na gestão administrativa do Hospital Israelita de Lisboa.

Após a sua morte, com o apoio da sua família, a APCP criou Bolsas de Formação e Investigação para o desenvolvimento dos Cuidados Paliativos em Portugal. Até à data já foram entregues 39 bolsas.

Fundada na unidade do IPO do Porto, em 1995, a APCP é uma associação que congrega profissionais de múltiplas áreas e proveniências, que se interessam pelo desenvolvimento e prática dos cuidados paliativos que, no entanto, não é prestadora directa de cuidados a pessoas doentes e suas famílias.

Deixar uma resposta