Capacidade ecossistémica dos recifes de coral reduziu em 50%, alertam especialistas

Os recifes de coral são ecossistemas marinhos fundamentais para o Planeta, no entanto, estão cada vez mais em perigo. Uma nova investigação da Universidade da Columbia Britânica (UBC), no Canadá, revela que desde 1950 a capacidade dos recifes de coral para fornecer os serviços ecossistémicos diminuiu em 50%.

Trata-se de um número alarmante dada a sua importância para a sobrevivência das populações, que dependem não só dos mesmos a nível alimentar, de subsistência, e de proteção contra tempestades. Além disso, os especialistas descobriram que desde o mesmo período, a cobertura global de corais vivos diminuiu para metade e a diversidade de espécies reduziu em 60%.

“É um apelo à ação – temos ouvido isso várias vezes da investigação sobre pesca e biodiversidade” afirma Tyler Eddy, autor associado do estudo.

A equipa analisou as tendências dos recifes de corais e dos seus ecossistemas a nível mundial. Os dados apontam que, a captura de peixe nos recifes atingiu um pico no ano de 2002, com 2.3 milhões de toneladas, tendo começado a diminuir a partir do mesmo ano. Sabe-se que estes ecossistemas estão a sofrer não só com as alterações climáticas, mas também com a sobrepesa, a poluição e a destruição de habitat.

De acordo com o estudo, agora publicado na revista científica Cell, as comunidades indígenas e populações costeiras são as mais afetadas por estas mudanças, especialmente as que vivem em países do oceano Pacífico, como Palau, Quiribati e Micronésia. “É comovente para nós ver fotos e vídeos de incêndios florestais ou inundações, e esse nível de destruição estar a acontecer agora em todos os recifes de corais do mundo e a ameaçar a cultura das pessoas, a sua alimentação diária e a sua história. Não se trata apenas de uma questão ambiental, mas também de direitos humanos”, aponta o especialista Andrés M. Cisneros-Montemayor, também autor do estudo.

A equipa destaca que “o declínio contínuo de recifes de coral saudáveis ​​e a qualidade do habitat que eles fornecem está a contribuir para uma diminuição global na provisão de serviços de ecossistema para milhões de pessoas que dependem deles”.

Para recuperar os recifes de coral é necessário existir um esforço global, mas ter também em atenção as necessidades à escala local. “As ações de mitigação e de adaptação ao clima, conforme destacadas no Acordo de Paris, estão a progedir, mas precisam de acompanhar outros esforços para abordar as causas diretas e indiretas que estão a diminuir a capacidade dos recifes de coral”, explicam os especialistas.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.