Chegar à aldeia mais inacessível da China é uma aventura só para corajosos

A beleza de Guo Liang Cun

Uma estrada precária, numa falésia, liga todos os anos milhares de turistas até àquela que é considerada a mais perigosa aldeia da China. Nesse caminho, os congestionamentos são recorrentes e nem a perigosidade do local afasta os curiosos, que têm como destino uma aldeia situada a 1.700 metros acima do nível do mar e, mais incrível, a 200 metros de altura de uma falésia.

A estrada, em túnel, foi construída nos anos 70 por 13 jovens e demorou cinco anos a ser completada. Antes, os residentes em Guo Liang Cun socorriam-se de escadas esculpidas na rocha para subir e descer até ao topo da falésia.

A estrada foi construída em desfiladeiros que têm até 119 metros de altura na província de Henan, no centro do País. Chamado “Corredor da Falésia”, a estrada tem 1.250 metros, cinco metros de largura e quatro de altura.

O túnel tem ainda 35 janelas, que deixam entrar o ar e a luz e são hoje utilizados, pelos turistas, como miradouros.

Com 329 residentes e 83 famílias, Guo Liang Cun é uma das mais antigas comunidades da China. E das mais inacessíveis.

Deixar uma resposta

Patrocinadores