Cientistas convertem sacos de plástico em combustíveis

Cientistas desenvolveram uma forma de converter sacos plásticos em produtos como gás natural, solventes e óleos lubrificantes, incluindo óleo de motor e óleo hidráulico. O processo de converter sacos de plástico em combustível produz mais energia do que a que gasta e cria combustíveis que podem ser misturados com gasóleo.

Brajendra Sharma, autor do estudo e investigador na Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, afirma que “apenas se pode obter entre 50% e 55% de combustível a partir da destilação de petróleo bruto. Mas, como o plástico dos sacos é feito de petróleo, podemos converter quase 80% de combustível na sua destilação”.

Centenas de milhares de milhões de sacos de plástico são deitados fora todos os anos em todo o mundo, com estimativas a apontarem para que apenas um em cada oito seja reciclado. Os restantes acabam como lixo no mar ou vão parar a aterros sanitários.

Os sacos de plástico constituem uma grande parte do lixo flutuante nos oceanos, matando animais selvagens e sujando as praias – tendo já sido detectados nos pólos norte e sul -, afirmam os investigadores que participaram no estudo.

Estudos anteriores já tinham revelado uma forma de converter sacos de plástico em petróleo bruto, mas esta é a primeira vez em que se conseguiu transformá-los em combustível. Os investigadores foram capazes de misturar até 30% do combustível derivado do plástico em combustível comum e “não encontraram problemas de compatibilidade com biocombustível”, disse Sharma.

Foto: Heal the Bay / Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores