com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Cientistas identificam a primeira múmia grávida da história

Uma equipa do Warsaw Mummy Project, na Polónia, acabou de identificar a primeira múmia egípcia grávida do mundo. O corpo, que antes se pensava ser de um homem, é afinal de uma mulher e foi detetado um pequeno pé no seu abdómen.

“A múmia é realmente única. A nossa múmia é a única identificada até agora no mundo com um feto no útero”, afirma Wojciech Ejsmond, um dos autores do estudo.

Depois de várias análises e raios-X, concluiu-se que se tratava de uma mulher entre os 20 e 30 anos, de cabelo comprido, que estava grávida de 26 a 30 semanas (o equivalente a 6 ou 7 meses). O corpo remete ao século 1 a.C. e foi encontrado em Tebas, sendo ainda destacado que se trata de uma pessoa da elite da comunidade.

O antropólogo Wojciech Ejsmond, explica que “a alta mortalidade durante a gravidez e o parto naquela época não é um segredo. Portanto, acreditamos que a gravidez poderia de alguma forma contribuir para a morte da jovem”. No entanto, “por razões desconhecidas, o feto não foi removido do abdómen durante a mumificação”.

Os cientistas procuram agora encontrar a causa da sua morte.

Pode consultar aqui o estudo, publicado no Journal of Archaeological Science.

@ O. Leydo
@ Warsaw Mummy Project
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...