Como o Município de Lousada está a ser “amigo dos polinizadores”

As abelhas são grandes agentes polinizadores, sendo por isso fundamentais para a conservação das espécies de plantas e para o equilíbrio dos ecossistemas. Na Europa existem cerca de 2 mil espécies selvagens de abelhas, e 10% da diversidade de abelhas de todo o mundo concentra-se neste continente.

O Município de Lousada, no Porto, decidiu fazer a sua parte e ajudar as populações de polinizadores que, de momento, se encontram em declínio acentuado. O Município decidiu ser “amigo dos polinizadores”, e para isso, vai deixar de cortar a relva e permitir que a vegetação cresça em alguns espaços verdes da vila.

Os espaços foram assinalados com uma placa onde se pode ler “Não estamos a cortar a relva… para alimentar as abelhas! Obrigado.”

“A vegetação silvestre espontânea, muitas vezes considerada desagradável à vista ou “inútil”, é fundamental para a vida selvagem, nomeadamente para os insetos polinizadores (como as abelhas), dos quais depende toda a vida na Terra” explicam na sua página de Facebook. “Como contributo para a salvaguarda dos insetos polinizadores, o Município de Lousada vai deixar de cortar a “relva” e assumir a vegetação espontânea nos espaços verdes que foram devidamente assinalados com placas identificadoras”.

Veja aqui a publicação:

Lousada – Município amigo dos polinizadores
A Vegetação silvestre Espontânea, MUITAS vezes Considerada desagradável à … </ p> Publicado por Município de Lousada em & nbsp; Terça-feira, 9 de março de 2021 </ blockquote> </ div>

Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.