Concorrência dá luz verde a concentração da Indaqua e Plainwater



A Autoridade da Concorrência (AdC) deu luz verde à compra pela Indaqua da empresa de abastecimento de água e recolha e tratamento de águas residuais Plainwater, que explora três concessões no Norte do país, segundo aviso publicado.

O Conselho de Administração da Autoridade da Concorrência, em 07 de janeiro, deliberou adotar uma decisão de não oposição, à operação de concentração, “uma vez que a mesma não é suscetível de criar entraves significativos à concorrência efetiva nos mercados identificados”.

A operação de concentração consistiu na aquisição pela Indaqua – Indústria e Gestão de Água do controlo exclusivo da Plainwater Serviços, empresa ativa no setor do abastecimento de água e recolha e tratamento de águas residuais em Portugal, através da exploração de três concessões a longo prazo no Norte de Portugal, detendo ainda a Hidurbe Serviços, empresa multisserviços de operações e manuseamento de infraestruturas de água.

Em meados de 2019, a Somague Ambiente, holding do Grupo Somague para a área do ambiente em Portugal, na altura detida pela Sacyr Servicios, foi comprada pela Plainwater, empresa que era integralmente detida pela Azuladicional, ambas constituídas, especificamente, para o efeito dessa transação.

A Indaqua, que notificou há uma semana a AdC da compra do controlo da Plainwater, é uma empresa detida pela Miya Water Portugal Holdings, que integra empresas concessionárias que prestam, nomeadamente, serviços de abastecimento relacionados com a distribuição de água para consumo humano e recolha e drenagem de águas residuais.

A Indaqua exerce atividade no âmbito de cinco concessões municipais: Indaqua Santo Tirso/Trofa – Gestão de Águas de Santo Tirso e Trofa, Indaqua Feira – Indústria de Águas de Santa Maria da Feira, Indaqua Matosinhos – Gestão de Águas de Matosinhos, Indaqua Vila do Conde – Gestão de Águas de Vila do Conde, e Indaqua Oliveira de Azeméis – Gestão de Águas de Oliveira de Azeméis, detendo, ainda, a sociedade Aqualevel Unipessoal.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.