Contra a prospecção de petróleo na zona, Peniche avança com petição pública

Durante os últimos meses muitas têm sido as polémicas em torno da questão da exploração de petróleo e gás em Portugal. Vários movimentos de cidadãos têm-se mostrado contra os contratos celebrados, tendo já conseguido alguns resultados. No Algarve a mobilização dos habitantes locais conseguiu o adiamento dos furos já agendados, e agora a zona Oeste, em especial Peniche, espera conseguir o mesmo resultado. Para isso lançaram ontem uma petição pública em defesa da reserva da biosfera das Berlengas.

Para o movimento Peniche Livre de Petróleo, avançar com a exploração petrolífera em Portugal poderá ter um preço ambiental e económico muito elevado: “A produção de petróleo e gás natural acaba rápido. Depois do período de extracção estas empresas vão embora e o local transforma-se num cemitério de petróleo. Se ficarmos desprovidos de património natural, ficamos sem economia local”, alerta Ricardo Vicente, um dos fundadores do movimento, em declarações ao Público.

Depois de várias acções de sensibilização junto da população local, o movimento Peniche Livre de Petróleo quer organizar uma petição de cancelamento dos contratos de prospecção e produção de petróleo na Bacia de Peniche e na Bacia Lusitânica. No texto divulgado, o grupo pede à Assembleia da República que tome as acções necessárias ”para cancelar os contratos de prospecção, pesquisa, desenvolvimento e produção de petróleo, localizadas ao longo de toda a faixa litoral, entre Lisboa e Porto.

Com as Berlengas como cenário, o movimento Peniche Livre do Petróleo defende que o caminho a seguir não pode ser o do petróleo: “Portugal deve dar total prioridade à produção de energias renováveis, uma vez que é um dos países europeus com maior potencial. Investir no petróleo é apostar num caminho que está no fim da linha”, insiste Ricardo Vicente.

Inspirados pelos resultados do Algarve, onde os habitantes locais e simpatizantes da causa conseguiram o adiamento da pesquisa de gás natural na costa algarvia, o movimento Peniche livre de Petróleo espera conseguir resultados idênticos, apelando para isso à mobilização dos habitantes da zona, mas também do resto do país.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...