Covid-19: PAN quer garantir proteção para animais de companhia

O número de casos de doentes infetados pela covid-19 tem vindo a aumentar por toda a Europa, inclusive em Portugal. Em atual estado de emergência, foram criadas medidas pelo Governo de forma prevenir e garantir o bem estar da população.

O PAN (Pessoas-Animais-Natureza) quer que as medidas de proteção de animais de companhia e respetivos donos, e do bem-estar de animais errantes, sejam reforçadas. 

No caso da interdição de circulação de pessoas na via pública, exceto para deslocações necessárias, deve-se incluir, salvaguardando a prevenção da saúde publica, medidas que envolvam:

  • A assistência e cuidados estritamente necessários a animais, em casos de emergência e em casos em que o detentor se encontre em isolamento ou internado;
  • O passeio individual e curto de animais de companhia;
  • A alimentação de colónias de animais silvestres e a colaboração com Centros de Recolha Oficial e Associações zoófilas.

O Governo tem que garantir que serão supridas as necessidades dos animais errantes e de companhia. Tal não aconteceu, por exemplo, em Ovar, mas nunca nos podemos esquecer de que quando falamos das necessidades dos animais falamos também das necessidades das pessoas, seja dos seus detentores ou de pessoas responsáveis(…)” afirma a líder do Grupo, Inês Sousa Real.

O partido dá o exemplo de Espanha que perante a pandemia, já adotou medidas neste sentido.

Inês Sousa Real garante “Estas medidas poderão evitar situações de abandono ou de angústia por parte dos próprios detentores, nomeadamente aqueles que não consigam sair à rua para passear os seus animais neste momento difícil que todos e todas atravessamos”.

Artigos recomendados