com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Dia da Terra: o momento para reflexão sobre a sustentabilidade do Planeta

O Dia da Terra é comemorado anualmente a 22 de abril. Este dia, também chamado de Dia do Planeta Terra ou Dia da Mãe Terra, reconhece a importância do planeta e alerta todos os habitantes para a importância e a necessidade de preservar os recursos naturais do mundo.

As comemorações do Dia da Terra tiveram lugar pela primeira vez nos Estados Unidos, no dia 22 de abril de 1970, promovidas pelo senador americano Gaylord Nelson (1916-2005), que organizou um fórum ambiental que envolveu cerca de 20 milhões de participantes.

Neste dia, do ponto de vista educativo,​ desenvolvem-se várias iniciativas, tais como, escrever frases e poemas sobre a importância do planeta, plantar árvores, separar resíduos, etc. É dia do ano mais importante para o planeta Terra, dedicado a chamar a atenção para a necessidade de promover um desenvolvimento sustentável enquanto fator fundamental para a qualidade de vida das futuras gerações.

Este ano, o tema gira em torno da Recuperação da Terra, e é assinalado através de uma cimeira climática global convocada pela Administração do Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

O que podemos então fazer para, com pequenas ações, reduzir a nossa pegada ecológica? 

– Alimentação: esta é talvez a área onde cada um de nós pode mais facilmente reduzir a sua pegada ecológica, nomeadamente através da redução do consumo de proteína animal. A realidade portuguesa mostra-nos que comemos 200% a mais de proteína animal do que deveríamos e apenas cerca de metade da fruta, dois terços dos vegetais e menos de um quarto das leguminosas. Para mudar este problema ambiental poderá começar por fazer menos refeições com carne, por introduzir as leguminosas em sua substituição e reforçar os legumes e frutas comprados frescos, locais e não processados. Para bem da sua saúde prefira produtos de modo de produção biológico.

-Consumo: Da próxima vez que estiver prestes a comprar algo, pare um segundo e pergunte a si mesmo: é mesmo necessário comprar?  Consegue pedir emprestado, alugar ou comprar em segunda mão? Que recursos foram usados, onde foi feito e por quem (e em que condições sociais)? É durável, reutilizável, reparável, atualizável? E pode ser realmente reciclado no final da sua vida? Colocar estas questões poderá permitir-lhe evitar muitas despesas desnecessários e poupar toneladas de recursos ambientais.

– Mobilidade: esta continua a ser uma das áreas de grande impacto na nossa vida, em particular se viajarmos de avião. Contudo, a utilização do transporte individual é também uma das ações mais impactantes do nosso quotidiano. Faça a experiência de usar os transportes públicos durante uma semana ou um mês, combine modos suaves (bicicleta, trotineta, skate ou mesmo andar a pé) com os transportes públicos e desfrute da liberdade, da descontração e do tempo que daí resultará. Pode até aproveitar para colocar a sua leitura em dia.

– Participação cívica: exija melhores políticas públicas e que as empresas nos forneçam produtos e serviços que respeitem o equilíbrio ambiental, os direitos humanos e promovam a nossa saúde. Faça ouvir a sua voz e peça para que haja mais produtos com rótulos ecológicos, produtos biológicos sejam mais acessíveis, para que haja menos produtos descartáveis e mais opções de reutilização, reparação e atualização.

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...