Dia Mundial da Tartaruga Marinha: uma espécie em risco de extinção

Este dia pretende alertar para a importância e necessidade de conservação desta espécie. Esta data assinala o nascimento do ecologista e investigador norte-americano Archie Carr (1909-1987), mundialmente reconhecido pela sua contribuição para a conservação das tartarugas marinhas.

Em Portugal, não existem registos de reprodução de tartarugas marinhas, embora possam ser encontradas 5 espécies em águas portuguesas, sobretudo nos Açores e Madeira.

Normalmente reproduzem-se em praias paradisíacas, de zonas temperadas ou tropicais, e são conhecidas por realizarem migrações muito extensas entre as suas zonas de reprodução e alimentação, que podem chegar aos vários milhares de quilómetros. As tartarugas marinhas, têm um ciclo de vida complexo, demorando até 50 anos a reproduzirem-se pela primeira vez.

Leia também: Ovos falsos com GPS podem salvar tartarugas marinhas da caça ilegal

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...