Dia Mundial dos Oceanos: mais de 3 mil milhões de pessoas dependem deles para sobreviver

Hoje é o Dia Mundial dos Oceanos, uma data que assinala a importância dos oceanos para a vida e que alerta para os riscos a que está exposto devido à ação humana. Esta efeméride é celebrada por muitos países desde 1992, no âmbito da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento (Eco-92),  no entanto, só foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2008.

“O Oceano: Vida e Subsistências” é o tema destacado este ano pela Organização das Nações Unidas (ONU), no qual se reconhece que este é fonte de vida da humanidade e de todos os organismos na Terra.

Os oceanos produzem 50% do oxigénio do Planeta, sendo por isso reconhecidos como um dos seus pulmões. Além de ser rico em biodiversidade, o oceano é fundamental para a economia e para o desenvolvimento de muitos países; estima-se que mais de 3 mil milhões de pessoas dependem dele para sobreviver.

Em declaração, António Guterres, Secretário-Geral da ONU, afirma que “A comemoração deste ano do Dia Mundial dos Oceanos ocorre enquanto o mundo luta contra a pandemia da COVID-19, a crise climática e o ataque contínuo da humanidade aos oceanos, mares e recursos marinhos. A recente avaliação do Segundo Mundo dos Oceanos confirmou que muitos dos benefícios que o oceano global oferece à humanidade estão a ser minados pelas nossas próprias ações. Os nossos mares estão sufocados com os resíduos de plástico (…) A sobrepesca está a causar uma perda anual de quase 90 mil milhões de dólares (…) As emissões de carbono estão a provocar o aquecimento e a acidificação dos oceanos, destruindo a biodiversidade e causando o aumento do nível do mar. (…) Enquanto nos esforçamos para recuperar da COVID-19, vamos acabar a nossa guerra contra a natureza. Isso será fundamental para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, mantendo-nos dentro do alcance da meta de 1,5 graus do Acordo de Paris e garantindo a saúde de nossos oceanos para as gerações atuais e futuras.”

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...