Dentro de sete anos, os veículos eléctricos poderão ser mais baratos do que as versões a diesel ou gasolina, segundo estimativas da Bloomberg New Energy Finance (BNEF).

O relatório publicado há poucos dias, aponta a queda do preço das baterias de lítio como um dos factores que mais poderá contribuir para a queda do valor dos veículos eléctricos. A acontecer, esta previsão poderia significar o fim do reinado dos automóveis alimentados por combustíveis à base de petróleo.

As estimativas do estudo feito pela BNEF apontam o ano de 2024 como o momento de viragem neste sector, passando os automóveis eléctricos e os ditos convencionais a ficarem no mesmo patamar de valores. A diferença monetária será ainda mais acentuada no ano seguinte, 2025, com os veículos eléctricos a serem a opção mais barata. Estimativas que estão, no entanto, dependentes do preço das baterias de litum, que mês após mês têm visto o seu preço a baixar de forma constante.

“As vendas de veículos eléctricos vão continuar a subir nos próximos anos, mas os preços das baterias ainda têm de descer mais para que a adopção real pelo mercado seja possível”, declarou Colin McKerracher, analista de transportes da BNEF. 

Actualmente as baterias de iões de lítio custam em média 208 dólares/ Kwh, cerca de dois quintos do total do custo de um veículo eléctrico. Até 2030 os analistas prevêem que o preço deste componente desça até aos 70 dólares Kwh.

Foto: via Creative Commons