Com a chegada do verão, não são só as temperaturas que sobem. Aumentam também os exercícios físicos e as dietas para se conseguir atingir o tão almejado corpo para voltar a usar biquíni ou calções de banho na praia. 

Infelizmente, nessa ânsia, muitas pessoas recorrem a dietas rápidas, com riscos evidentes para a saúde, e muitas vezes também, a medicamentos “milagrosos”. Prejudicando o corpo e perturbando o equilíbrio e a energia natural do organismo. Tudo para conseguir, na melhor das hipóteses, resultados provisórios. Felizmente, a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) pode dar uma ajuda.

Na realidade, até foram os chineses quem descobriu a pólvora, mas aqui não se trata de  “pólvoras” mas antes de seguir alguns conselhos “sábios”, como ingerir alimentos ricos em Qi (energia), por exemplo, frutas e vegetais frescos, alimentos integrais e naturais (sem corantes e conservantes) ou carne biológica. E ter atenção aos horários, sobretudo de manhã – comer bem e cedo, pois é entre as 7h e as 9h que o organismo melhor digere os alimentos – e à noite – nunca jantar depois das 20h, porque depois fígado e rins começam todo o processo de limpeza do organismo.

“Na MTC não prescrevemos uma fórmula única de emagrecimento” diz Hélder Flor, terapeuta e especialista em Medicina Tradicional Chinesa, “porque trabalhamos sempre holisticamente e para cada caso. A maioria das dietas acaba por ser uma lista do que não comer e o efeito psicológico que isso tem é extremamente negativo. A perda de peso nunca deve ser o objectivo, mas sim um efeito colateral que surge naturalmente com a mudança de hábitos”.

Depois, a acupunctura e a fitoterapia (utilização de plantas medicinais), podem dar uma ajuda, porque o organismo vai conseguir construir e conservar mais energia “e ao mesmo tempo combater os principais factores que levam o nosso corpo a armazenar gorduras: níveis elevados de ansiedade e privação de sono”, comenta ainda o terapeuta. No final, verá como é mais fácil perder peso e sem qualquer tipo de excesso. ´

Foto Creative Commons

Deixar uma resposta