Empreendedor húngaro quer reutilizar beatas de cigarros

O activista e eco-empreendedor húngaro Tom Szaky, fundador da empresa TerraCycle, desenvolveu um programa de reciclagem de beatas de cigarro, para as transformar posteriormente em plástico.

De acordo com Planeta Sustentável, Szaky está a incentivar estabelecimentos comerciais, empresas e consumidores a juntar os resíduos de cigarros e enviá-los, gratuitamente e de forma sustentável, pelo correio. Depois, eles serão esterilizados, dissecados e transformados em plástico.

Finalmente, o material é usado pela empresa para a produção de objectos como cinzeiros e latas de lixo, que são comercializadas no site da empresa.

A iniciativa já existe no Canadá, Estados Unidos e Espanha. Agora, Szaky quer exportá-la para França, Alemanha, Suíça, Áustria, Noruega, Dinamarca, Suécia, Finlândia e, provavelmente, México. Portugal fica de fora.

Para o Brasil, o eco-empreendedor tem outro projecto: reciclar pastilhas elásticas. No entanto, o mercado brasileiro já tem um projecto de reciclagem das beatas de cigarros, o Sementuca. Recorda-se?

A TerraCycle tem como slogan Outsmart Waste (qualquer coisa como “seja mais esperto que os resíduos”, em português). Não haverá ninguém interessado em trazer este projecto para Portugal? Veja aqui como pode ser parceiro da empresa.