ESA vai lançar satélite para previsões meteorológicas mais precisas

Saber com grande precisão as previsões meteorológicas à distância de seis dias, em substituição dos cinco dias actuais, será mais fácil a partir de Novembro com o lançamento do satélite ADM-Aeolus pela Agência Espacial Europeia (ESA).

Numa parceria com a empresa Arianespace, a ESA vai fazer o lançamento do ADM-Aeolus agora equipado com o Aladin, ou Atmospheric Laser Doppler Instrument, um pequeno e complexo laser que consegue medir “o perfil do vento”. Pela recolha de impulsos reflectidos pelos aerossóis e nuvens e pelos reflexos moleculares, o ADM-Aeolus transformará essa informação em imagens a 3D, explica a agência espacial no seu site.

Na prática, a transmissão destas imagens para Terra terá impacto em todo o mundo, permitindo aos cientistas refinar as características actualmente conhecidas e melhorar as técnicas de modelagem e análise da atmosfera terrestre. Com o período de previsões a ser aumentado de cinco para seis dias e com informações de exactidão imensa, o ADM-Aeolus poderá significar uma ajuda preciosa no entendimento de vários fenómenos meteorológicos, do aquecimento global aos efeitos da poluição atmosférica.

O satélite partirá do centro de lançamentos da Agência Espacial Europeia em Kourou, na Guiana francesa, durante a segunda metade de 2017, numa órbita heliossíncrona a 320 quilómetros de altitude por um foguetão Vega.

Foto: Agência Espacial Europeia 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...