Escoceses estão a ficar demasiado obesos para serem cremados

Na Escócia, as pessoas obesas poderão em breve deixar de serem cremadas, uma vez que os caixões são demasiado grandes para entrarem nos fornos crematórios. Segundo o Vice, que cita vários responsáveis por funerárias escocesas, a solução será enterrar os corpos.

Alguns concelhos escoceses estão a reestruturar os seus crematórios para incluir fornos maiores e unidades refrigeratórias que consigam receber caixões de tamanhos grandes, mas há localidades que ainda distam vários quilómetros destas instalações premium.

Assim, há famílias que têm de escolher entre andar vários quilómetros e fazer o funeral num local com crematório de grande dimensão ou, em alternativa, enterrar o corpo, muitas vezes contra o próprio desejo do falecido.

De acordo com a NAFD (National Association of Funeral Directors), há alguns cemitérios que cobram uma quantia extra por caixões de tamanho grande, uma vez que o espaço nestes locais é cada vez menor. Podem também existir custos adicionais pela utilização de um guindaste para baixar o caixão, quando este é demasiado pesado para as tradicionais cordas.

“O número de obesos a falecer é cada vez maior, e o tamanho dos caixões está cada vez maior”, explicou um porta-voz da NAFD ao Sunday Times.

Segundo o Health and Social Care, 65% dos escoceses tem peso a mais, sendo que a obesidade custa €6,4 mil milhões, todos os anos, aos contribuintes da Escócia.

Foto: Chris Brown / Creative Commons

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...