Esta cratera gigante não pára de crescer

Junto da bacia do rio Yana, na Sibéria, numa área de solo congelado, existe uma cratera em expansão, batizada de Batagaika. E a sua dimensão está a criar preocupação: um quilómetro de comprimento e 86 metros de profundidade que, segundo conta a BBC, estão a aumentar com o passar do tempo. Os cientistas veem-na como um risco, mas também como uma oportunidade.

As várias camadas da cratera permitem o “registo contínuo da história geológica, o que é bastante pouco comum” de encontrar, explica Julian Murton, cientista da Universidade de Sussex, do Reino Unido, citado pela BBC. Aliás, os especialistas acreditam que o estudo da cratera permite revelar 200 mil anos da história do clima, só pela análise das várias camadas.

A cratera tem também sido monitorizada pelo Instituto Alfred Wegener, em Potsdam, na Alemanha, que utilizou imagens de satélite para calcular o crescimento médio da Batagaika, ao longo dos últimos anos. Os resultados mostram que, nesta década, a cratera cresceu uma média de 10 metros por ano e, em anos mais quentes, o aumento chegou mesmo aos 30 metros.

“O aquecimento acelera o aquecimento e, no futuro, poderemos ver mais estruturas como a cratera de Batagaika”, diz Frank Günther, investigador do instituto alemão. Até agora, não foi encontrada nenhuma forma de parar o seu crescimento.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...