Estas são as empresas vencedoras do galardão nacional “Marca de Confiança Ambiente”

A redução do consumo diário de água e a recusa em utilizar sacos e outros plásticos descartáveis são pequenos gestos que os portugueses identificam como contributo para salvar o planeta.

Com o tema “ambiente” cada vez mais na agenda pública e temas como “escassez de água”, “reciclagem” ou “produtos locais” a serem abrangentes e transversais na sociedade portuguesa, não é de estranhar que 34% dos inquiridos identifique “reduzir o consumo diário de água” como o “Pequenos gestos podem salvar o planeta”.  O segundo gesto identificado por 31% dos portugueses é “recusar a utilização de sacos e outros plásticos descartáveis”.

As medidas com vista à poupança energética são apontadas apenas por 19% dos inquiridos como “Pequeno gesto que podem salvar o planeta”. “Um dado interessante e que permite extrapolar um contraciclo quando comparado com as preocupações das empresas, que trabalham a poupança energética com o objetivo de se tornarem neutras em carbono até 2050”, diz Maria do Carmo Diniz, responsável pelo estudo Marcas de Confiança Ambiente.

Quando questionados sobre “a marca de maior confiança no ambiente na categoria Tratamento de Lixo” 47% dos inquiridos identifica a SUMA, seguida da Valorsul, que é apontada por 19% dos entrevistados. Curioso o facto de a SUMA ser identificada por 60% do universo feminino, enquanto o universo masculino (61%) dá o primeiro lugar do pódio à Valorsul.

Conhecido por divulgar as 10 marcas vencedoras ao nível do ambiente, o estudo Marcas de Confiança Ambiente revela nesta 13.ª edição as preferências dos portugueses nas categorias:

CATEGORIA

MARCA VENCEDORA

Automóvel

TOYOTA

Detergente ecológico

L’ARBRE VERT

Eletrodomésticos

SAMSUNG

Empresas de tratamento de lixo

SUMA

Equipamentos/Sistemas de aquecimento de água

VULCANO

Hiper/Supermercados

CONTINENTE

Hotéis/Eco-resorts

PESTANA

Petrolíferas

GALP

Redes de reciclagem de equipamento elétrico e eletrónico

ELECTRÃO

Transportes urbanos

CARRIS

 

O estudo Marcas de Confiança 2021 foi realizado, entre os dias 4 de setembro e 30 de novembro de 2020, e dirigido a 12.000 assinantes das Seleções do Readers Digest. A amostra é representativa dos portugueses, nas variáveis de género e idade, sendo que 46% dos participantes têm entre 40 a 60 anos e 51% representam lares com maiores de 16 anos. Este questionário tem uma taxa de resposta de 8,1% e uma margem de erro de 2,9%. As questões são de resposta aberta e imediata e não existe qualquer tipo de inscrição, pelo que as marcas apenas figuram no estudo se foram mencionadas pelos inquiridos.

Leia também: Galp e Nissan anunciam parceria: descontos na energia e apoios até 10 mil euros na compra de um LEAF

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...