Este é o morcego orelhudo (e a aparência faz jus ao nome)



Os morcegos são criaturas misteriosas que raramente são avistadas, e ao contrário do que se possa pensar, existem variadas espécies com características muito distintas. Em Portugal, existem 27 espécies diferentes de morcegos, segundo o Livro Vermelho dos Vertebrados de 2005.

Apresentamos-lhe hoje o morcego-orelhudo-castanho (Plecotus auritus), que tal como o nome indica, tem umas orelhas grandes que se fazem destacar do resto do corpo. Quando voam, as orelhas estendem-se para a frente, mas quando o mamífero se encontra em fase de repouso, as orelhas dobram-se e enrolam-se.

Pesam entre 6 a 12 gramas e alimentam-se de insetos, capturando-os em voo quando se encontram sob a vegetação. De acordo com a Animal Diversity Web, a esperança média de vida destes morcegos é de 15 anos de vida, mais especificamente de 7 anos para os machos e 16 para as fêmeas.

É possível encontrar esta espécie em florestas em Portugal e em muitos outros países da Europa Central, mas também em algumas zonas do Mediterrâneo. As principais ameaças à sua sobrevivência derivam da ação humana, que provocam a destruição do seu habitat e a colocam em constante risco.

O morcego-orelhudo-castanho encontra-se categorizado como em estado de conservação “pouco preocupante” na Lista Vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza. Já no Livro Vermelho dos Vertebrados, a indicação é de que é uma espécie em estado de conservação desconhecido, mencionada a sua avaliação como “DD – Informação Insuficiente”.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.