Estudo: profissionais portugueses são “quase” felizes

Os profissionais portugueses consideram-se “quase” felizes, de acordo com projecto de investigação Happiness Works, desenvolvido pela Horton International em parceria com George Dutschke, da Universidade Atlântica e Julio García del Junco, da Universidade de Sevilha.

Numa escala de 1 a 5, que considera um profissional feliz quando a resposta é igual ou superior a 4, o grau de felicidade dos portugueses é de 3,6. Na mesma escala, os portugueses conseguem 3,7 na categoria “fundação desempenhada” e 3,4 na categoria “empresa”.

Ao analisar especificamente cada sector de actividade, chega-se à conclusão que o valor médio da felicicidade é de 3,4, sendo que o sector mais feliz é o da construção e imobiliário, com índices de 4,1. Do outro lado da tabela estão os profissionais do Estado, transportes e logística, com 3,2.

O estudo retirou também três conclusões importantes sobre os profissionais portugueses: o reconhecimento,a possibilidade de desenvolvimento pessoal e profissional e o ambiente de trabalho são muito importantes para a felicidade na organização; a remuneração tem um peso importante mas não está nas três primeiras dimensões de importância; e ter os recursos necessários para o correcto desempenho da função é uma dimensão muito importante para a felicidade profissional.

“Sabendo que colaboradores mais felizes são mais produtivos e contribuem para uma maior performance da organização, é fundamental que as organizações em Portugal saibam como manter os seus colaboradores felizes, não apenas na organização, mas também, através da função que lhes é confiada. Esta perspectiva, bastante mais abrangente do que apenas garantir a satisfação dos colaboradores, deve ser uma preocupação constante e da responsabilidade da boa prática da gestão”, explicou Georg Dutschke, co-autor do estudo.

O projecto contou ainda com a colaboração da APG, Brandkey, Banco Espírito Santo, Delta, Dyrup, GCI, Leo Burnett e revista Exame.

Foto: sitcom britânica The Office

Deixar uma resposta

Patrocinadores