Euronext apresenta nova versão do Low Carbon 100 Europe Index

O Euronext, grupo de mercados bolsistas líder na zona europeia, acabou de apresentar a maior alteração de sempre à metodologia utilizada para a elaboração do Low Carbon 100 Europe Index, revolucionando a abordagem tradicional à avaliação das emissões de CO2 pelas empresas. Este novo método é baseado em formas de mensuração do desempenho energético mais eficientes, oferecendo aos investidores uma solução de indexação única.

Em 2008, o Euronext foi o primeiro grupo de mercados bolsistas a lançar um index pan-europeu focado nas emissões de CO2, concebido por especialistas internacionais em colaboração com ONG. O Low Carbon 100 Europe Index identifica o desempenho das 100 maiores empresas europeias com as mais baixas taxas de emissão de CO2 no seus setores e segmentos de atividade.

A nova versão do index, designada de Carbone 41, baseia-se numa avaliação mais aprofundada e relevante da pegada de carbono de cada empresa. Permite identificar, pela primeira vez, as empresas que estão a contribuir positivamente para o processo de transição, não só com o seu desempenho diário mas também, pelos produtos que disponibilizam. A selecção das empresas que integram o index reflecte ainda as emissões evitadas como resultado das suas abordagens a produtos e serviços.

“O sector financeiro necessita de novas linhas orientadoras no seu percurso, necessárias também para mudar o foco para investimentos que cumprem com o segundo objectivo para o aquecimento global. Este novo índice é o primeiro no mundo projectado para reflectir um arco de investimentos que dá precisamente resposta a estas necessidades”, explicou o presidente do Expert Committee do Low Carbon 110 Europe Index, Pascal Canfin.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php