Ferrero quer gerar 75% da energia consumida pelas suas fábricas

O grupo Ferrero, a quarta maior empresa mundial na área da doçaria, está a promover um plano de eficiência energética internacional que o levará a produzir o equivalente a 75% da energia consumida por todas as suas fábricas europeias até ao final de 2014.

Segundo o jornal Grande Consumo, o plano foi apresentado na Embaixada de Itália, em Lisboa, e pretende ainda expressar o compromisso da empresa pelos direitos humanos, ambiente, recursos naturais e o fomento de hábitos de vida saudáveis.

A empresa explica que concretizou antecipadamente um dos objectivos previstos para 2020 – a redução do consumo energético por unidade de produção em 5%. No mesmo relatório, a empresa explica que também diminuiu em 20% do consumo global de água.

Por outro lado, as seis matérias-primas utilizadas no fabrico dos seus produtos – cacau, avelãs, cana-de-açúcar, óleo de palma, café e ovos – são de origem sustentável e em equilíbrio com o desenvolvimento dos recursos naturais.

O grupo italiano, responsável pelas marcas Nutella, Kinder e Ferrero, vai ainda implementar planos de rastreabilidade e assegurar fontes de abastecimento naturais para os seus produtos agrícolas, como as avelãs ou cana-de-açúcar.

A Ferrero fixou ainda metas para a redução das emissões e gases com efeito estufa e irá diminuir em 40% as suas emissões de CO2 derivadas de actividades de produção.

Em 2013, a empresa reduziu em mais de 30 mil as toneladas de CO2 emitidas, o que equivale às emissões totais anuais de 14 mil automóveis. Adicionalmente, e porque as emissões de CO2 também derivam da distribuição dos produtos, foi também estabelecido o objectivo de reduzir em 30% as emissões de gases com efeito de estufa originadas nas actividades de transporte e armazenagem.

Foto:  ninacoco / Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php