Fogo na Califórnia dura desde o verão, destrói património e causa mortes

 Incêndios na Califórnia, alimentados por ventos muito intensos, causaram estragos em dois parques de autocaravanas, tendo mesmo consumido várias, e provocaram queimaduras em terceiro grau a uma pessoa, na segunda-feira, informaram dirigentes estaduais.

Estes fogos também causaram o derrube de árvores, espalharam nuvens de pó cegante e forçaram uma empresa de distribuição de energia a cortar o abastecimento a milhares de clientes, para procurar prevenir incêndios florestais.

O tempo ventoso é um pesadelo para os bombeiros neste Estado norte-americano, onde vagas de calor e uma seca histórica estão a deixar as florestas e outra vegetação secas.

De resto, vários fogos que começaram no final do verão ainda persistem. No caso, o designado Dixie, começou em 13 de julho.

O vento esteve a enfraquecer ao longo do dia de hoje, mas na segunda-feira cerca de 30 estruturas foram destruídas quando as chamas, estimuladas pelo vento, penetraram no Rancho Marina RV Park, no condado de Sacramento, disse o subchefe dos bombeiros do Distrito de River, Hugh Henderson, à ABC10-TV.

No condado de San Joaquin, um homem sofreu queimaduras em terceiro grau em quase todo o corpo e cinco autocaravanas foram destruídas, disse o chefe dos bombeiros de Lathrop-Manteca, Josh Capper, à Fox40-TV.

A sul, no condado litoral de Santa Barbara, o fogo ‘Alisal’ destruiu mais de 23 quilómetros quadrados no início do dia de hoje e continua descontrolado.

A início da tarde, forçou mesmo o encerramento da U.S. 101, a única autoestrada nesta parte da costa.

Os avisos sérios para o perigo crítico colocado pelos fogos permanecem para muito do interior da Califórnia do Norte, com vento de menor intensidade no condado de Santa Bárbara.

Antecipando a chegada do vento, a Pacific Gas & Electric (PG&E) desligou a eletricidade a 24 mil clientes, em zonas específicas de 23 condados, para prevenir início de fogos, se o vento afetar o equipamento elétrico.

O equipamento da PG&E tinha sido apontado como sendo a causa do incêndio que, em 2018, destruiu a maior parte da cidade de Paradise, no condado de Butte. A empresa declarou bancarrota e admitiu culpa em 84 homicídios; enfrenta ainda numerosos processos criminais por fogos causados pelo seu equipamento, incluindo acusações de homicídio involuntário, apresentadas no último mês, relacionadas com um fogo florestal próximo da cidade de Redding, que no ano passado provocou oito mortes.

Na Sierra Nevada, o fogo designado Complexo KNP, por resultar da fusão de vários, começou em 09 de setembro, causado por um raio, que já queimou centenas de sequoias gigantes, só está contido em 30%.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.