com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

França quer acabar com voos de curta distância e optar pelo comboio

Este sábado foi aprovada na Assembleia Nacional francesa uma proposta para que os voos domésticos no país, com duração de menos de duas horas e meia de comboio, deixem de existir. O objetivo principal é reduzir as emissões de gases de efeito de estufa provocadas por estas viagens, dado que existe uma alternativa menos poluente e igualmente viável.

A ideia inicial proposta na Convenção dos Cidadãos pelo Clima era acabar com os voos que pudessem ser substituídos por uma viagem de comboio inferior a quatro horas, mas devido a várias oposições, foi reduzida para duas horas e meia. Esta medida vai ao encontro com o objetivo que a França tem, de reduzir as emissões de gases de efeito de estufa em 40% até 2030.

Há uma semana, no dia 6 de abril, o governo já tinha confirmado a contribuição de 4 mil milhões de euros à companhia de aviação Air France-KLM, para ajudar na sua recuperação devido aos constrangimentos causados pelo período pandémico.

Pela mesma razão, surgiram algumas críticas por parte da indústria de aviação afirmando existir uma contradição entre as duas medidas, avança a agência de notícias Reuters.

Agnes Pannier-Runacher, Ministra da Indústria, nega essa incoerência. “Nós sabemos que a aviação é um grande contribuinte para o dióxido de carbono e devido às alterações climáticas devemos reduzir as emissões. Por outro lado, devemos apoiar as nossas companhias e não as deixar cair”, refere à rádio Europe 1.

Aguarda-se agora a aprovação no Senado e posteriormente uma terceira votação.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...