Global trends: O que o consumidor procura em 2019

Menos plástico

A guerra ao plástico não é de agora mas 2019 quer consolidá-la. No início do segundo semestre do ano passado, várias foram as empresas que anunciaram medidas com vista à redução do plástico, assumindo, desta forma, um forte compromisso social e ecológico. O Lidl foi um dos pioneiros do movimento #plasticfree em Portugal, depois de anunciar, em Julho passado, que iria retirar todos os produtos de utilização única do mercado, como pratos e copos descartáveis. O plano da cadeia alemã entrou em vigor nesse mesmo mês, e para todas as lojas nacionais, e veio acompanhado doutra promessa: reduzir o consumo de plástico da empresa em 20% até 2025. Poucos dias depois, chegou o anúncio da Starbucks e a promessa de que, até 2020, vão substituir as palhinhas de plástico por soluções mais ecológicas e sustentáveis. A famosa cadeia norte-americana, que já conta com 16 lojas em Portugal e mais 28 mil a nível mundial, explicou que este se trata de um plano faseado mas que a medida já começou a ser implementada nos Estados Unidos e no Canadá. Aliás, as cerca de 559 lojas da marca no estado de Washington já só oferecem palhinhas biodegradáveis aos seus clientes.

Mas, mais do que um movimento empresarial, a redução do plástico é um dever moral. Ao longo do último ano, foram emergindo imagens nas redes sociais que se tornaram virais que funcionaram como um verdadeiro reality-check para muitos.

Para ler artigo completo no Jornal Económico, clique aqui