GNR recolhe 11 animais exóticos em Castelo Branco



Esta segunda-feira, o Comando Territorial de Castelo Branco da Guarda Nacional Republicana (GNR) descobriu, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA), uma quinta no meio da floresta no concelho de Castelo Branco, no qual se encontravam animais em situação irregular. Foram resgatados catorze animais, dos quais a maior parte eram exóticos.

Os guardas procederam à recolha de dois suricatas (Suricata suricatta), dois ouriços pigmeus africanos (Atelerix albiventris), dois Bufos-de-bengala (Bubo bengalensis), dois pavões brancos, duas codornizes (Coturnix coturnix), um alpaca (Vicugna pacos), um esquilo, um pavão azul (Pavo cristatus) e uma tartaruga aquática.

De acordo com a GNR, este procedimento justifica-se por diferentes razões, que variam consoante cada espécie: “alguns cuja detenção é condicionada mediante documentação e registo no âmbito da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção (CITES), outros cuja detenção é proibida por ser espécie invasora e ainda outras espécies em que a detenção é condicionada mediante alvará por parte do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF)”.

Veja aqui as fotografias partilhadas pelo Comando Territorial de Castelo Branco:



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.