Google lança acelerador de “startup” para a economia circular



“Google” o termo “economia circular”, e os resultados da pesquisa de topo dar-lhe-ão um sem número de definições. A economia circular é ainda incipiente – o grupo de reflexão “Economia circular” argumenta que o mundo é menos de 9% circular porque apenas 8,6% dos materiais extraídos da terra são reutilizados – mas um número crescente de pessoas e empresas estão a estabelecer sistemas para se afastarem de uma economia linear.

A Google é uma dessas empresas e acaba de anunciar um programa de três meses de economia circular acelerador para  startups e ONGs que estão a utilizar tecnologia para resolver desafios de circularidade – incluindo reutilização, recarga, reciclagem, compostagem, moda, alimentação, materiais seguros e circulares e o ambiente construído – na região dos EUA e da Ásia-Pacífico.

Segundo o siteb “GreenBiz”, as candidaturas já estão abertas e serão aceites até novembro. A Google escolherá entre 10 a 15 startups e ONGs para participar. Os eleitos receberão apoio gratuito da empresa durante as 10 semanas do programa, acesso a 200 mil dólares de créditos e mentoria do Google Cloud. No final do programa, haverá um dia de demonstração onde cada participante participará na rede de VC da Google.

O acelerador, previsto para começar em fevereiro, alinha-se com o objetivo do Google para 2030 de “maximizar [a] reutilização de recursos finitos através das suas operações, produtos e cadeias de fornecimento – ao mesmo tempo que capacita outros a fazer o mesmo”. A empresa revelou efetivamente este plano na Circularity, conferência de economia circular do Grupo GreenBiz, em 2019.

O novo acelerador de economia circular baseia-se no sucesso dos anteriores aceleradores de alterações climáticas da empresa e nos desafios de impacto. A Google também tem executado aceleradores não centrados no clima. Ao todo, foram 19, e os mais de 1.000 participantes angariaram mais de 22 mil milhões de dólares desde que participaram num programa de aceleradores.

Quando terminar em maio, a Google espera poder dizer que o programa contribuiu para possibilitar um ecossistema de economia circular e o sucesso dos participantes.



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.