Governo da Madeira investe 500 mil em13 ilhas ecológicas para resíduos

“Temos em curso a criação de 13 ilhas ecológicas”, declarou a secretária regional do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas, Susana Prada, numa visita à ilha ecológica instalada no centro da cidade de Câmara de Lobos.

A governante adiantou que 10 ilhas “já estão a ser utilizadas” e que falta colocar uma na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos. Uma outra “vai ser disponibilizada na ilha do Porto Santo ainda antes do fim do ano”.

“Uma ilha ecológica é uma solução para recolha de resíduos sólidos urbanos evoluída, civilizada e ambientalmente sustentável”, salientou Susana Prada.

A responsável argumentou que este tipo de equipamento, “em relação aos tradicionais contentores, tem a vantagem de ser enterrada, sendo do ponto de vista visual esteticamente mais agradável”. Além disso, referiu, “ocupa menos espaços à superfície”, permite ter menos odores e é mais segura em termos de saúde pública.

“O Governo Regional já investiu 500 mil euros nestas ilhas e no município de Câmara de Lobos conta com o contributo do município”, salientou.

Em causa está um investimento cofinanciado ao abrigo do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), de fundos comunitários.

O investimento inclui a instalação de duas ilhas ecológicas no município da Ribeira Brava e o mesmo número em Machico, Santana e Porto santo, ficando Câmara de Lobos com três destes equipamentos.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...