Guimarães promoveu alimentação e práticas agrícolas sustentáveis



Promover uma alimentação saudável, a redução do desperdício alimentar, o consumo de proximidade, a transição para uma economia circular e o bom uso dos solos, foram alguns dos objetivos do projeto 360.come, do Laboratório da Paisagem, financiado pelo Fundo Ambiental, do Ministério do Ambiente e da Ação Climática. Os resultados foram apresentados no passado dia 21 de novembro, no âmbito da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos.

O projeto multidisciplinar, que integrou os eixos de Investigação e Desenvolvimento, Educação Ambiental e Comunicação, decorreu de janeiro a novembro de 2023.

O 360.come teve um forte impacto junto de mais de três centenas de alunos vimaranenses, sensibilizando e educando sobre as boas práticas agrícolas. Em 15 escolas, foram envolvidos 30 professores em 64 sessões e 15 workshops de cozinha, com três conhecidos Chefs, António Loureiro (A Cozinha), Álvaro Dinis e Liliana Duarte (Cor de Tangerina), e Tiago Silva (QChef). Cada Chef contribuiu com quatro receitas, que resultaram num livro que está disponível para toda a comunidade em www.labpaisagem.pt. No âmbito do projeto foram produzidos e entregues 400 kits de cultivo de microvegetais, feitos a partir da valorização de resíduos têxteis e máscaras.

O projeto incluiu, igualmente, uma avaliação do desperdício alimentar dos alunos, em contexto escolar, tendo-se verificado uma redução de cerca de 9 por cento deste desperdício, no final do projeto, demonstrando a importância das ações de educação e sensibilização.

Para promover a sustentabilidade nas cantinas públicas foi, ainda, criado um manual para cantinas mais sustentáveis, que disponibiliza orientações abrangentes.

Os investigadores do Laboratório da Paisagem tiveram ainda a oportunidade de criar uma base de dados de produtores agrícolas, que conta com mais de 50 produtores e mais de 100 produtos, que visam promover o consumo de produtos agroalimentares, produzidos e processados localmente. A promoção de boas práticas agrícolas pretende ainda ser potenciada através do Manual de Boas Práticas Agrícolas criado no âmbito deste projeto.

A sessão de apresentação dos resultados contou com docentes, alunos, técnicos e outros parceiros envolvidos no projeto. No encerramento, Adelina Pinto, vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães, e presidente do Laboratório da Paisagem, sublinhou os impactos positivos do 360.come. “Um projeto que trabalhou todas as vertentes da sustentabilidade, que deixa um legado fantástico e dados, que nos permitem perceber o que ainda temos de trabalhar ao nível da sensibilização. O projeto não pode parar aqui. Tem de continuar a trabalhar com as escolas para continuar a fazer a diferença”, finalizou.





Notícias relacionadas



Comentários
Loading...
viagra before and after photos what to expect when husband takes viagra