Habitats urbanos podem ser um refúgio para a biodiversidade

Com o processo de urbanização e industrialização, as cidades foram ganhando terreno aos habitats naturais, levando muitas vezes à destruição destes e pondo em risco as espécies nativas destes espaços.

Porém, as cidades que estão localizadas dentro ou perto destes “hotspots” de biodiversidade podem albergar uma grande variedade de vida selvagem, podendo mesmo constituir-se como um refúgio para muitas espécies de plantas.

Um estudo recente – “Urban biodiversity hotspots wait to get discovered: The example of the city of Ioannina, NW Greece” – elaborado por investigadores gregos, tentou perceber até que ponto as cidades localizadas em áreas biologicamente importantes podem fornecer habitats adequados para uma ampla diversidade de plantas. Para tal, os investigadores centraram-se em Ioannina, uma cidade do noroeste da Grécia, que fica perto de várias zonas protegidas a nível nacional ou europeu, incluindo um parque nacional, uma floresta urbana de pinheiros e um lago, refere o Science for Environment Policy, um serviço de notícias ambientais da Comissão Europeia.

Ao todo, os investigadores identificaram cerca de 11 tipos diferentes de habitats que continham 379 espécies e subespécies de plantas, incluindo espécies nativas e não-nativas. Cerca de 27 (7%) das espécies eram plantas com interesse de conservação que eram endémicas à Grécia ou aos Balcãs, ou que eram consideradas em perigo pela União Europeia. As plantas não-nativas representam 11% da totalidade de espécies identificadas.

Os habitats onde estas plantas foram encontradas foram classificados pelos cientistas como seminaturais ou antropogénicos (locais intensivamente alterados pelas actividades humanas). Os locais seminaturais contabilizam a mais pequena porção de espécies não-nativas e a maior proporção de espécies com interesse de conservação. Porém, cerca de 68% de todas as espécies e subespécies foram encontradas em habitats antropogénicos e a maior variedade de habitats ou biodiversidade de flora foi encontrada nos arredores da cidade ou dentro da própria cidade.

Desta forma, as conclusões do estudo indicam que existem cidades europeias em que os habitats antropogénicos são importantes para a protecção da biodiversidade.

Foto:  OiMax / Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php