Inovação na gestão da sustentabilidade

Por: Joana Paredes Alves, Cofundadora da APlanet

O ano de 2020 deixou-nos muitas sombras, mas algumas empresas também souberam encontrar a sua luz, disponibilizando os recursos à comunidade; reinventando o seu negócio para se adaptarem às exigências de uma nova realidade social; dando uma volta total à sua forma de fazer as coisas, com novas ferramentas e metodologias.

Mostrou-nos também que a digitalização veio para ficar. Se havia alguma dúvida para os mais relutantes, já ninguém ousa negá-lo. E o mesmo aconteceu com a sustentabilidade, que também já não é uma opção, mas um imperativo para as empresas.

Uma empresa sustentável é aquela que consegue manter um equilíbrio entre as esferas económica, social e ambiental, e se isto for feito através de uma estratégia eficaz, estudada e bem executada, pode ser mais rentável, respondendo melhor às necessidades dos seus stakeholders. Mas para saber qual é o impacto da sua estratégia de sustentabilidade, tanto na sociedade como no seu próprio negócio, é essencial que a empresa disponha de ferramentas que lhe permitam monitorizar e medir, com base em indicadores ambientais, sociais e de governance (ESG), os resultados obtidos através das suas ações.

A redução da pegada de carbono, a energia consumida procedente de fontes renováveis e não renováveis, o volume de materiais reciclados, medidas de igualdade de género… Tudo isto deve poder ser convertido em dados mensuráveis, e é aqui que as empresas se deparam com uma série de barreiras ou dificuldades que complicam a análise dos resultados e a elaboração dos seus relatórios de sustentabilidade: como o esforço requerido na consolidação dos dados que se encontram dispersos pela organização, a fiabilidade dos mesmos e o envolvimento de todos os seus stakeholders (colaboradores, acionistas, fornecedores, clientes), entre muitos outros.

Na APlanet contribuimos para a revolução tecnológica da gestão da sustentabilidade, desenvolvendo plataformas de software que automatizam processos como a recolha e consolidação dos dados, com o objetivo de ajudar as organizações a gerir, monitorizar e reportar de maneira mais precisa a sua informação ambiental, social e económica, garantindo maior qualidade dos dados e um maior envolvimento de todos. O sistema permite armazenar os dados atualizados em tempo real, detectar irregularidades e anexar evidências que comprovem os mesmos, aumentando assim a fiabilidade da informação.

Atualmente contamos com mais de 100 organizações a nível internacional, de várias dimensões e setores, a utilizar as nossas plataformas. Acreditamos que a tecnologia vem humanizar e não desumanizar, pois, ao alavancar a eficiência da gestão da sustentabilidade das empresas, permite que estas rentabilizem tempo e recursos, para que possam focar-se em gerar um impacto mais positivo nas suas organizações e na sociedade.

Artigo Publicado na revista nº 2 – Março 2021

Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.