Joe, o pombo-correio que voou 15 mil quilómetros dos EUA à Austrália vai ser morto por violar quarentena

A Austrália planeia matar Joe, um pombo-correio que cruzou o Oceano Pacífico vindo dos Estados Unidos, por motivos de quarentena.

Um pombo-correio sobreviveu a uma travessia extraordinária de 15 mil quilómetros no Oceano Pacífico saindo dos Estados Unidos para encontrar um novo lar na Austrália. Agora, as autoridades consideram o pássaro um risco e planeiam matá-lo.

Kevin Celli-Bird encontrou o pássaro exausto no seu quintal em Melbourne na Austrália, mais tarde, através do anilhamento do pombo, descobriu que o animal tinha desaparecido de uma corrida no Oregon, Estados Unidos da América.

O pombo-correio foi chamado Joe, em homenagem ao presidente eleito dos EUA, e rapidamente despertou a curiosidade dos meios de comunicação australianos pela longa e invulgar travessia que fez.

Segundo especialistas, o pombo terá feito a viagem à boleia de um cargueiro, atravessando assim o Pacífico.

Mas não foram apenas os meios de comunicação que ficaram atentos a Joe, os Serviços de Inspeção e Quarentena Australianos também ficaram em estado de alerta.

“Eles dizem que se é da América, então estão preocupados com as doenças. Querem saber se eu consigo ajudá-los. Eu disse: ‘para ser honesto, não o consigo apanhar’. Chego a meio metro e ele foge”, disse Celli-Bird citado pela AP.
Acrescentando que só o conseguiu apanhar inicialmente porque o animal estava frágil. As autoridades estão a considerar contratar um profissional para apanhar a ave.

O Departamento de Agricultura, que é responsável pela biossegurança, disse que o pombo “não foi autorizado a permanecer na Austrália” porque “poderia comprometer a segurança alimentar da Austrália e as nossas populações de pássaros selvagens”.

“Isto representa um risco de biossegurança direto para a vida das aves australianas e para a nossa indústria avícola”, disse um comunicado do departamento.

Os pombos são conhecidos por contrair uma variedade de doenças, incluindo os coronavírus.

Alega-se que o maior voo de longa distância registado por um pombo começou em Arras, França, e terminou no Vietname, em 1931, de acordo com a pigeonpedia.com. A distância foi de 11.500 km e levou 24 dias.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...