Jovem de 15 anos ganha prémio da Intel com software que detecta células cancerígenas

A Intel revelou recentemente os vencedores da Feira Internacional de Ciência e Engenharia de 2014, a maior competição do mundo para projectos de investigação científica de estudantes do ensino secundário. O prémio máximo da competição deste ano foi atribuído a Nathan Han, de 15 anos, pelo desenvolvimento de um software que estuda as mutações de um gene ligado ao cancro da mama.

Todos os anos, cerca de sete milhões de estudantes de escolas secundárias de todo o mundo desenvolvem e submetem investigações originais para a competição organizada pela Intel. Mais de 1.700 participantes, oriundos de mais de 70 países, foram escolhidos para se juntar a “uma semana de celebrações da ciência, tecnologia, engenharia e matemática”.

O vencedor da edição do ano passado foi um jovem romeno, Ionu Budisteanu, que desenvolveu um carro low-cost que conduzia sozinho, refere o Gizmag.

No evento deste ano, mais de 500 finalistas foram premiados pelo seu projecto, incluindo 17 vencedores da “Melhor Categoria”, que receberam €3.647. Adicionalmente foram ainda entregues dois prémios no valor de €36.467 através dos Foundation Young Scientist Awards e o prémio máximo de €54.700 foi entregue a Nathan Han, através do Gordon E. Moore Award, o prémio com o nome do cientista e co-fundador da Intel.

O software desenvolvido pelo jovem norte-americano de 15 anos utiliza dados públicos para examinar as características das diferentes mutações do BRCA1, um gene que ajuda a destruir os tumores. O software de Han tem a capacidade de aprender a diferenciar entre mutações que causam a doença e aquelas que não são prejudiciais, com uma taxa de precisão de 81%.

“O mundo precisa de mais cientistas, fazedores e empreendedores que criem empregos, alimentem o crescimento económico e resolvam os mais prementes desafios”, explicou Wendy Hawkins, directora-executiva da Intel Foundation.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php