Liga para a Protecção da Natureza organiza um evento dedicado ao Jornalismo de Ambiente



A Liga para a Protecção da Natureza (LPN) vai organizar, no mês de maio, um evento dedicado ao Jornalismo de Ambiente. A Semana do Jornalismo de Ambiente realiza-se de 23 a 27 de maio, e tem como objetivo destacar o trabalho desenvolvido pelos media nas várias áreas do ambiente e sensibilizar para a sua importância.

A iniciativa irá reunir profissionais do jornalismo, académicos e freelancers, tendo como foco temas como a procura dos portugueses pelas notícias do ambiente, a ligação das Organizações Não-Governamentais de Ambiente (ONGAs) aos media, a importância da ligação dos media regionais e locais às comunidades, as novas agendas ambientais nacionais e internacionais e os desafios e oportunidades para as reportagens sobre ambiente.

Sadie Babits, Presidente da Sociedade de Jornalistas de Ambiente (EUA); Gustavo Faleiros, editor da Rainforest Investigation Network do Pulitzer Center for Crisis Reporting e co-fundador da InfoAmazonia; Jacopo Pasotti, repórter e fotógrafo galardoado pelos seus trabalhos nas áreas do ambiente, ciência, sociedade e viagem; Rhett Butler, Fundador e Diretor Executivo da plataforma Mongabay e Prémio Parker/Gentry 2014; e a portuguesa Catarina Canelas, Jornalista coordenadora da secção de ambiente na CNN Portugal e Prémio Rei de Espanha Ambiental 2021, são os oradores convidados para inaugurar os vários dias do evento

“A Semana do Jornalismo de Ambiente vem dar destaque não apenas ao trabalho dos jornalistas que se dedicam a cobrir as matérias relacionadas com o ambiente, mas também realçar os media enquanto veículo primordial de partilha de informação e estímulo a um espírito crítico da sociedade face aos avanços e recuos das políticas e ações em prol do ambiente, da conservação da Natureza e de um desenvolvimento sustentável”, afirma Rúben Oliveira, membro da Direção Nacional da LPN e um dos promotores do evento.

Já Inês Machado, coordenadora do Departamento de Comunicação da LPN, destaca “a necessidade de se estabelecer cada vez mais pontes entre as entidades que se dedicam à defesa do ambiente, com base técnica e científica fidedigna, e os media, a fim de que as mensagens cheguem cada vez mais longe, despertem e estimulem à ação de mais pessoas”.

O Auditório Carlos Paredes, em Benfica, vai abrir portas para receber as várias personalidades nacionais e internacionais, bem como todos os interessados em assistir aos diferentes painéis programados para os dias do evento. Conheça o programa completo aqui.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.