Mais de 60% dos portugueses considera comprar artigos em segunda mão no Natal



Mais de 60% dos portugueses pondera comprar artigos reutilizados para este Natal. O inquérito levado a cabo pela Wallapop, mostra ainda que, destes inquiridos, a grande maioria (40%) consideraria comprar artigos reutilizados nesta época festiva para consumo próprio.

Os portugueses têm ganho cada vez mais consideração pelas compras e vendas de artigos reutilizados, por se tratar de uma opção mais social e ambientalmente responsável. Segundo o estudo sobre e-commerce, 34% dos inquiridos considera que as plataformas para compra e venda de artigos reutilizados contribuem para um consumo mais consciente.

A Wallapop “foi criada com o objetivo de criar um ecossistema de inventário único de produtos reutilizados que facilite um modelo de consumo mais humano e sustentável. E este ano, com o seu lançamento em Portugal, os portugueses já vão poder comprar e vender produtos de Natal no mercado espanhol, de forma segura e cómoda, graças aos Envios Wallapop, que oferecem uma garantia de proteção para todos os envolvidos”, sublinha a plataforma “líder” no consumo consciente e humano, em comunicado.

Segundo a mesma fonte, esta é uma tendência que se estende para o Natal. Dos inquiridos que consideram comprar artigos reutilizados nesta época, 63% considera fazê-lo para as compras de decorações de Natal, 43% para artigos de moda e acessórios e 31% para livros e bandas desenhada.

Estas respostas traduzem-se nas pesquisas que têm sido feitas na plataforma da Wallapop durante o último mês. Em Espanha, nas últimas semanas, a Wallapop registou um aumento de procura por produtos natalícios 26% superior ao ano anterior.

São estas, segundo a Wallapop,  as quatro tendências de decoração que se verificam para esta época festiva:

  1. Os moldes natalícios têm protagonismo neste Natal. A sua procura aumentou 62%, este ano, na Wallapop, sendo os moldes de silicone e os de resina os mais procurados. O formato mais procurado é o de casa, seja ele para fazer chocolates e biscoitos ou velas.

Alguns exemplos de moldes de Natal à venda na Wallapop. Este tipo de artigos pode ser encontrado na plataforma entre 1€ e 35€:

 

  1. Neste Natal, a árvore de Natal quer-se grande e a lembrar a neve. Com a procura a aumentar 43%, as árvores de Natal são dos produtos mais procurados para este Natal, com destaque as árvores de Natal de mais de 2 metros, as árvores com efeito de neve, as árvores totalmente brancas e as árvores de madeira.

Exemplos de árvores de Natal à venda na Wallapop. Preços a partir dos 5€:

  1. Também as coroas de Natal são a escolha para decorar a casa, com a sua procura a aumentar 36%, face a 2021. As pessoas procuram, para este ano, sobretudo, coroas de tamanho grande, coroas de tecido e coroas que se possam colocar nas portas.

Algumas coroas natalícias que pode encontrar na Wallapop, com preços entre 1€ e 75€:

  1. Natal não é Natal se não tiver luzes! Este elemento indispensável para a decoração (interior e exterior) nesta época não para de crescer. As preferências são as luzes de exterior, as luzes vintage, as cortinas de luzes de Natal, as luzes de Natal antigas e os fios de luzes de Natal. As luzes são muitas vezes o fator crucial para criar um ambiente natalício e o aumento da sua procura mostra como há um maior empenho para viver esta época da forma mais intensa possível, apostando em luzes exteriores e interiores.

Na Wallapop podem encontrar luzes de Natal para todos os gostos, desde 1€:

A aposta em compras de artigos reutilizados tem vindo a crescer e o Natal não é exceção, com o aumento da procura por produtos de decoração para a época natalícia em segunda mão. “Não nos podemos esquecer que numa altura em que se acentuam as dificuldades económicas nas famílias, com a inflação a crescer de forma acentuada, a compra e venda de artigos reutilizados pode ser uma opção para as famílias continuarem a celebrar as festividades de uma forma mais económica e rentável. E, por outro lado, os consumidores querem sentir-se bem com as suas escolhas, porque contribuem para um consumo mais sustentável e consciente”, afirma Sara Van-Deste, Head of Special Projects na Wallapop, citada em comunicado.

A Wallapop chegou a Portugal no início de setembro com o objetivo de se tornar a plataforma líder em consumo sustentável. Os clientes portugueses “podem dar uma segunda vida aos seus bens vendendo-os através da plataforma, que permite encontrar produtos de qualidade a preços acessíveis, promovendo a sustentabilidade através de uma forma mais consciente de consumir”, conclui a mesma fonte.

 



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.