Mais de 600 mergulhadores uniram-se para limpar o oceano e entraram para o Guinness

No passado mês de Junho 633 mergulhadores reuniram-se na Flórida, EUA, para bater um record do Guinesss Book de limpeza submarina.

A poluição dos oceanos é um problema crescente, um pouco por todo o mundo, e foi com o intuito de contribuir para a sua limpeza que estes mergulhadores (e até alguns cães), em colaboração com a organização Project Aware, se uniram.

A área escolhida para limpar foi o pier internacional de Deerfield Beach, Flórida, e o resultado foi incrível: além de ajudarem a natureza, os participantes conseguiram quebrar o recorde de maior número de pessoas reunidas num mesmo lugar para uma limpeza submarina ao mesmo tempo.

Este recorde tinha sido estabelecido em 2015, no Mar Vermelho, quando um mergulhador do exército do Egipto, Ahmed Gabr, comandou uma equipe de 615 mergulhadores com o mesmo objectivo.

A edição 2019 do Save Deerfield Beach foi organizada pelo Clube de Mulheres de Deerfield Beach e pela agência Dixie Divers, centro mergulho credenciado junto ao PADI (Associação Profissional de Instrutores de Mergulho, entidade que regulamenta os treinos para esta actividade no mundo todo).

A área que foi limpa reúne muita vida marinha, o que faz dela uma região muito atractiva para a pesca. Sendo esse um dos motivos pelos quais quase uma tonelada e meia de restos de equipamentos de pesca e mais de 9 mil resíduos foram retirados do mar, de acordo com o balanço apresentado pela Project Aware.

O lixo recolhido pelos voluntários será reciclado pelo programa de ciência Dive Against Debris (“Mergulho contra resíduos”), que se encarrega de classificar tudo de acordo com o tipo, quantidade e localização, gerando relatórios que servem como prova da crise provocada pelo lixo nos oceanos. Até hoje, mais de 50 mil mergulhadores de 114 países contribuíram para a produção desses documentos.

O projecto teve início na década de 1980, por parte da Associação Profissional de Instrutores de Mergulho (a já mencionada PADI) e hoje é um movimento global que visa a proteger os oceanos, misturando aventura com o propósito ambiental da preservação marinha.

Até o momento, a organização realizou 194.977 acções de preservação, beneficiando os mares em 182 países, tendo reunido 1,4 milhões de resíduos — a expectativa é alcançar o próximo milhão até o fim de 2020.

De acordo com informações da própria Dive Against Debris, seis em cada 10 resíduos presentes no mar são plásticos de uso único (palhinhas, embalagens de alimentos, etc.), que foram usados durante poucos minutos, mas que permanecem no Planeta por centenas de anos. Nestes casos, é importante fazer a seguinte pergunta: vale a pena usar esse tipo de produto?