Mês de março registou uma melhoria da situação de seca

O mês de fevereiro foi marcado por uma forte seca, sobretudo nas regiões do Algarve e do Alentejo, no entanto, segundo o boletim climatológico do IPMA, esta situação reverteu-se.

Com base no índice PDSI, que se baseia no conceito do balanço da água e respetivos dados, em março a distribuição no território continental caracterizou-se como “normal” em 35.8%, maioritariamente no Centro e Norte do país, e na região Sul como “seca moderada” 25,7% e “seca severa” 16%, não existindo registo de seca extrema em nenhuma parte.

No mês de março, comparativamente ao último dia do mês anterior, observou-se também o aumento de volume armazenado em bacias hidrográficas. Registou-se um acréscimo em rios como o Douro, o Ave e o Tejo, e um decréscimo nos rios Mira (-32.5%) e Sado (-27%).

Analisando as albufeiras dos rios, que pertencem ao Boletim Mensal de Armazenamento, 22 apresentaram disponibilidade hídrica superior a 80% do volume total, como é o caso da de Alijó (Douro) e de Caldeirão (Mondego), e 14 mostraram uma disponibilidade inferior a 40% do volume total, nomeadamente a de Campilhas (Sado) e a de Beliche (Guadiana).

Os recursos hídricos são um recurso essencial no nosso país, podendo a sua escassez afetar o bem estar das populações, e setores como a agricultura e a pecuária.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...