Missão da Agência Espacial Europeia vai mapear todas as florestas do Planeta



A Agência Espacial Europeia (ESA) está a desenvolver uma missão florestal denominada “Biomassa”, que irá mapear todas as florestas do Planeta Terra. O satélite Biomass será o primeiro a utilizar um radar de abertura sintética de banda P no Espaço, e vai permitir tirar imagens interferométricas. No solo, estará a ajudar uma antena de 5 metros de diâmetro, a maior alguma vez testada na ESA.

Luis Rolo, engenheiro da ESA que tem estado a supervisionar a campanha de testes da antena, revela esta é “particularmente desafiadora, tanto em termos do tamanho da antena como da frequência de banda P muito baixa que o Biomass irá usar, que permite perfurar as copas da floresta para alcançar árvores individuais. O processo de testes destaca alguns aspetos da câmara nunca antes vistos, mesmo após muitos anos de testes. Mas criámos um método de medição que envolve várias aquisições de diferentes pontos dentro da câmara, combinadas cuidadosamente para subtrair esses efeitos ambientais, produzindo resultados muito precisos.”

O projeto resultará num censo de cinco anos, onde será estudada toda a biomassa florestal, ou seja, cada uma das árvores, ramos e folhas. Todos os dados serão essenciais para se ficar a conhecer o estado das florestas, as mudanças que estão a ocorrer e o ciclo de carbono. O lançamento do satélite está previsto para 2023, no Centro Espacial da Guiana situado na cidade de Kourou, na Guiana Francesa.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.