Mosquitos da dengue e da malária são atraídos por diferentes luzes consoante a altura do dia

Os mosquitos são a origem de muitas doenças prejudiciais para o ser humano, como a febre amarela, a malária, e o zika, e também responsáveis por milhões de mortes em todo o mundo.

Um novo estudo da Universidade da Califórnia Irvine, publicado na Current Biology, revela que os mosquitos são atraídos e afastados da luz consoante a sua cor, a hora do dia, a sua espécie e o seu sexo.

A equipa estudou os mosquitos que picam durante o dia, o Aedes aegypti, mosquito que transmite a dengue, e os que picam durante a noite, o Anopheles coluzzii, membro da família Anopheles gambiae, que transmite a malária. Os primeiros, principalmente as fêmeas, são atraídas pela luz durante o dia independentemente do espectro, e os segundos, evitam a luz ultravioleta (UV) e a luz azul durante o dia. Isso contraria a ideia geral de que todos os mosquitos são atraídos pela luz UV.

Os mosquitos são ambos são regulados pelo ritmo circadiano e pela luz, sendo o estudo essencial para encontrar uma forma de controlar estas espécies.

Todd Holmes, um dos autores do estudo, afirma no Science Daily “Ao entender como os insetos respondem à luz de onda curta de uma maneira específica da espécie, podemos desenvolver novas alternativas amigas do ambiente para controlar os insetos nocivos com mais eficiência e reduzir a necessidade de pesticidas tóxicos que prejudicam o meio ambiente”.

Anopheles coluzzii
Aedes aegypti
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...