Mundial de 2014 promete ser o “Mundial Sustentável”

Há muitos problemas que envolvem a construção de novos estádios para os Mundiais de futebol, nomeadamente aquele que Portugal conhece bem, que é, posteriormente, não conseguir rentabilizar os espaços. No Brasil, que acolhe o campeonato mundial em 2014, essa é uma questão que não tem passado lado e, para além disso, o ambiente também tem sido tido em conta nos projectos. As 12 capitais escolhidas para sediar os jogos tiveram que construir os estádios de forma ambiental e economicamente sustentável, sendo que muitos dos requisitos estavam já definidos nos projectos de arquitectura e engenharia.

No entanto, e não só para o exemplo brasileiro, há outras formas de tornar este tipo de eventos mais ecológicos. Aqui vão algumas sugestões:

1.Para começar, a estrutura do terreno de construção é importante. Terrenos planos exigem a utilização de menos matéria-prima, por exemplo. Além disso, os acessos têm de ser contabilizados;

2.Para reduzir o consumo de energia, os espaços deviam recorrer a soluções de energia solar ou eólica. Os LEDs são de uso cada vez mais comum e, além de durarem mais do que as lâmpadas, poupam na factura eléctrica;

3. As zonas envolventes aos estádios devem ter plantas e árvores, que ajudam a manter a temperatura e, consequentemente, diminuem a necessidade de recorrer a sistemas de aquecimento ou ar condicionado;

4. A água utilizada na rega do relvado, dos jardins ou em outro tipo de actividades, poderia ser reutilizada nos autoclismos, nos sanitários, por exemplo, reduzindo o consumo de água;

5. Já falamos em acessos, porque é importante que os adeptos possam facilmente chegar aos locais através de transportes públicos, bicicletas ou até mesmo a pé, diminuindo a poluição atmosférica;

6. Já que falamos em adeptos, porque não pensar numa forma de oferecer brindes feitos com materiais reciclados e/ou reutilizados? Além de preservar o ambiente, seria uma forma de promover estas práticas;

7. Para finalizar, também seria interessante se as fardas utilizadas pelos colaboradores dos eventos fossem de tecidos reciclados, recicláveis ou biodegradáveis.

O futebol arrasta multidões e utilizar este tipo de eventos como “montra” do que se pode fazer para preservar o planeta, significa promover a consciência ambiental junto de milhares de pessoas ao mesmo tempo.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...