Não é um leão nem um tigre: é um ligre

O ligre Hércules foi considerado em 2013, pelo Livro de Recordes do Guinness, como o felino maior do mundo. Media então 3,33 metros de comprimento, 1,25 de altura e pesava 418,2 quilos. Este animal, que possui um tamanho anormal, vive em um safári de preservação de animais selvagens na Carolina do Sul, nos Estados Unidos, junto com outros animais selvagens que exigem cuidados especiais.

Os ligres, como os tigreões (cruzamento entre um tigre macho e uma leoa), só podem nascer em cativeiro. Mas podem atingir um tamanho maior (400 quilos) do que o tigre (cujo peso máximo ronda os 300 quilos) ou um leão (250 quilos).

A raça é rara, porque a probabilidade de um tigre ter filhos com um leão é muito baixa. Muitos grupos de direitos dos animais criticam os criadores, devido aos problemas de genética frequentes. Normalmente, este tipo de animal só nasce em cativeiro, através da intervenção humana, sendo que não há registos de que existam ligres na natureza.

Mesmo que houvesse um cruzamento entre um leão e uma tigresa naturalmente, a fêmea e os filhotes teriam sérios problemas devido ao imenso tamanho dos fetos sendo necessária uma incisão cirúrgica para o nascimento.

Os primeiros ligres brancos do mundo – Yeti, Odlin, Sampson e Apollo – nasceram em 2014 no Myrtle Beach Safari no estado norte-americano da Carolina do Sul. Filhos de um leão branco africano e de uma tigre branca de bengala estes ligres são os primeiros exemplares brancos do mundo desta espécie híbrida, que é a maior espécie de felinos do reino animal.

Estima-se que existam cerca de mil ligres no mundo inteiro, mas até agora nenhum era branco. Quanto aos leões brancos existem apenas 300 e os tigres brancos ascendem apenas aos 1.200. Os ligres gostam de nadar, uma característica dos tigres, e são sociáveis como os leões.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...