Nova espécie de borboleta descoberta no Algarve

Uma nova espécie de borboleta foi descoberta no Algarve. Tendo sido chamada Heterogynis cynetis, um nome que se refere a um povo pré-romano da Península Ibérica.

A nova espécie foi descoberta por uma equipa liderada pelo alemão Josef J. de Freina e envolveu investigadores do Instituto de Biologia Evolutiva do Centro Superior de Pesquisa Científica de Espanha (CSIC-UPF) e da Associação Espanhola para a Proteção de Borboletas e o seu Meio (Zerynthia).

Embora todas as espécies deste grupo sejam muito semelhantes na sua aparência externa, a borboleta descoberta é geneticamente diferente do resto do seus parentes conhecidos e mostra singularidades notáveis ​​na sua biologia.

O nome da nova espécie Heterogynis cynetis refere-se a um povo pré-romano da Península Ibérica que habitava uma região da costa do Atlântico Sul, entre o vale do Guadalquivir e o Cabo São Vicente até à sua conquista, o que corresponde ao território ocupado principalmente pelo Algarve nos dias de hoje.

Os machos desta nova espécie voam de dia e as fêmeas não têm asas, pelo que mal se podem mover. Além disso, assemelham-se mais às suas lagartas do que a uma borboleta adulta: “É surpreendente que a cada ano que passa continuemos a descobrir novas espécies de lepidópteros na Península Ibérica, e a enorme biodiversidade de borboletas do território dá fé”, disse em comunicado Roger Vila, investigador do IBE e co-autor do estudo.

Para o presidente do Zerynthia e também co-autor, Yeray Monasterio, o valor deste tipo de estudos reside na necessidade de identificar e conhecer a biodiversidade “como primeiro passo para a sua conservação e para o desenho de políticas ambientais que preservem os valores naturais”.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...